quinta-feira, 25 de março de 2010

A minha vida. A minha trilha sonora.



Alguém ai já reparou, por acaso, que a música sempre está presente?
Pode até ser que na correria do dia-a-dia nem sequer reparamos nela, mas ela está ali.
Cada pessoa tem uma música preferida, assim como uma pessoa que a lembre.
Se selecionassemos todas as musicas que nos lembram pessoas, momentos, lugares e tudo o mais, tenho certeza que daria uma boa de uma coletânia.
Seria a coletania da sua vida!
Alguns dizem que pelo seus gostos musicais dá pra se tirar uma conclusão do tipo de pessoa que você é. Modificando um pouco aquele ditado, seria assim: "Diga-mes o que tu ouves e te direis quem tu és". Eu particularmente concordo e discordo disso, pois acho que na maioria das vezes o gosto musical pode ser um grande aliado seu para desvendar aquela pessoa. Mas também acho que as pessoas não deveriam ser julgadas somente pelo que gosta de ouvir. Há muitos outros fatores que devem ser levados em consideração. Mas bom, veja que já estou fugindo do assunto...
Queria justamente dizer que a música é tão importante quanto a roupa que você veste, ou aquilo que você diz. Imaginando o mundo sem música é meio assombroso.
A música faz parte da vida de qualquer um, de qualquer dia, de qualquer vida.
Não é verdade que nos seus dias cinzentos, as músicas que você mais ouve são aquelas mais lentas, mais acolhedoras?
Em seus dias de festa, as músicas animadas dominam o seu ipod, certo?
Por isso, não deixe de constituir a sua trilha sonora!

Beijos :*

@yasmin_vizeu

segunda-feira, 22 de março de 2010

De volta!



Bom Dia!
Boa Tarde!
Boa Noite!

Eu voltei à ativa!
Esse post é para falar um pouquinho da minha vida, de como andam as coisas e tudo mais, já que ultimamente os post estão sendo cada vez mais melancólicos.
Algumas novidades, algumas coisinhas que aconteceram...
Nessa quarta-feira (17) nasceu o Cézar Henrique, o filhinho da minha prima *-* gente ele é tão fofinho, dá vontade de morder :D Ele é a cara da Dri *-*
Outra novidade, que não sei se festejo ou se choro, é essa greve dos professores do Estado ¬¬' maaano já é a terceira semana que eu vou ficar sem aula :O Acha bom né? Por que depois quem vai ter que repor sou eu!
Nessa sexta feira (26) vai ser a festa anos 60 da Vivi *-* Estou super empolgada, aliás, a minha saia já ficou pronta *----------------*
Estou feliz até, as coisas parecem estar andando. Estou menos confusa e mais esclarecida. Estou mais decidida sobre o que eu quero para mim e esse fim de semana que passou, me rendeu muitas reflexões.
Bom, acho que já falei um pouquinho.
Até mais.

@yasmin_vizeu

sábado, 20 de março de 2010

Quando tudo acaba..



Me diz quem nunca viu seu coração se partindo? Ou até mesmo quem nunca o sentiu se apertando, quase que se esfarelando?
É aquela dor que você não deseja a ninguém, mas que infelizmente todo mundo já sentiu, ou algum dia sentirá. É simplesmente inexplicável.
Um sentimento que parece que só você consegue compreende-lo, ao ver que aquela pessoa da qual você dedicou a maioria dos seus pensamentos, parecendo não estar nem ai com o que você sente.
Eu, particularmente passei por isso. Digo "passei", por que é uma coisa que eu estou tentando superar, uma coisa que eu considero passado, e não mais presente.
Mas eu vi e aprendi que de nada adianta você chorar, esperniar, gritar, se ajoelhar e o que diabos faça. Por que isso não vai te trazer ele de volta. Nem vai te fazer sentir melhor. E muito menos fazê-la esquecer de tudo.
Isso só vai te consumir cada vez mais.
E nessas horas que é preciso ouvir palavras com verdadeiro sentido. Mas eu não falo de um consolo de amiga. Por que, pode ser que eu esteja enganada, mas nesses momentos elas querem é te consolar, te ver menos triste. Mas não é disso que você precisa!
O que eu acho que realmente fez diferença, e fez com que eu pensasse diferente, são essas palavras virem de uma pessoa que ao menos sabe do que você está passando. Por que é ai onde eu quero chegar. Essa pessoa não vai estar te falando coisas somente para te confortar, ela vai estar falando verdades!
Uma frase que me tocou ao extremo foi: " Desde quando correr atrás de meninos bonitos e sem conteudo vale a pena?"

Enfim, missão cumprida \o/
Prometo que não farei mais tantos posts sobre assuntos desse gênero (yn)

Beijos&Abraços

@yasmin_vizeu

quinta-feira, 18 de março de 2010

Carta ao meu coração.



Querido Coração,

Tudo bom com você?
Acho que até eu posso responder à essa pergunta! Com você está tudo ótimo, continua aqui dentro, batendo a todo vapor...Mas comigo não está tudo bem.
Estou passando por uma fase há tanto tempo, que parece não querer ir embora, e você, tem uma parcela de culpa nisso tudo, sim. Por que não tira essa pessoa daí de dentro de você? Será que gosta tanto dela assim, a ponto de me ver sofrer? Isso não é justo! Você está dentro de mim, então deveria querer me ver bem...
Me pergunto se isso tudo talvez não seja uma espécie de lição de vida. Mas se fosse, era para eu ter aprendido alguma coisa até agora. Mas acontece que eu não aprendi nada. Nada além de saber como o amor pode nos fazer sofrer.
E você, que está ai no bem-bom, não faz nada! Continua vendo eu me auto mutilar e faz absolutamente nada. N-A-D-A!
Pense um pouco em mim, pelo menos um minuto! E tenho certeza que verá que isso não está fazendo bem a ninguém. Nem a mim, que continuo sofrendo cada vez mais, e nem a você, que poderia dar lugar a uma pessoa que pudesse realmente me fazer bem.
Acho que consegui passar um pouco desse meu desespero.

Assim me despeço.
Aguardo resposta.

Lembranças, Yasmin.

terça-feira, 16 de março de 2010

Aqueles que nunca nos deixam na mão!



Todos nós temos uma família. Aquela composta por pai, mãe, irmãos, tios, avós, primos e tudo mais. Todos dizem que é neles em que se tem de confiar, até por que, ao ponto de vista deles, não inporta o que aconteça, eles vão te entender. Mas não é bem assim, pelo menos comigo. O que fazer quando a família passa muito longe desse padrão?
Para quando isso acontecer, existe uma família, que pode ser que esteja meio que oculta. Mas ela está ali. Pode ser que ela não seja tão grande quanto a sua familia original, mas o carinho por você, esse você pode ter certeza que é até maior. E você, por algum acaso, sabe o nome dessa familia? É muito simples: Amigos.
Sim, são eles mesmo, ou você pensou que fosse outra coisa?!
Comigo, particularmente, existe a minha família-amigos (eu gosto de usar esse termo :D) que até possui uma hierarquia! Entre nós temos a minha mãe (Natalia, querida), o meu pai (infelizmente, desconhecido...), a minha tia (Inaê, meu anjinho), vovózinha (Dayane, minha flor) e tenho até uma prima (Roslaury, minha lindinha).
Pois é...Você viu só?
Mas não posso deixar de mencionar os meu outros amigos, que são não menos importante do que todos esses. Gabi, Maria Eugênia, Ana, Isabella, Vivi, Luísa, Amanda, Vitória, Giovanna Laura, Giovana Ernesto, Nayara, Marcela, Bruno, Guilherme, João Victor...E por aí vai.
Se todos eles soubessem o quanto são extremamente importantes na minha vida. Por mais errada que você esteja, eles vão estar ali para te ajudar e ver a solução para os seus erros. Sempre que caia, ou até mesmo tropece, eles vão te levantar, te reerguer da maneira mais digna possível. Pode ser que não estejam presentes em corpo, mas de pensamento estarão sempre contigo.
À vocês, meus amores, eu só tenho a dizer 3 palavrinhas, mas que ao mesmo tempo tem um valor enorme: Obrigada por tudo!

Sim sim, e eu deixei o melhor para o final...HOHO
É de você sim que eu vou falar, minha Bruna Appel.
Para tudo o que eu precisei, você esteve sempre disposta a me ajudar, não importa de que maneira. Você sempre esteve lá.
Quando eu estava nos meus piores momentos, você foi a única capaz de me entender, até por que estava passando uma situação muito semelhante. Eu só tenho a agradecer. Não à você, mas à Deus por ter te posto no meu caminho.
Muito Obrigada minha Mal Caminho.

Bom, então foi isso, caro leitores (as)!
Beijos e abraços :*

@yasmin_vizeu

segunda-feira, 15 de março de 2010

O que chamam de amor...



Como pode ser assim?

Uma coisa que te faz sentir tão bem, te deixar arrasada quando acaba. Sim, isso infelizmente é o amor...

Não estou aqui para criticar esse sentimento tão verdadeiro (para alguns), mas e sim para refletir um pouco. Quem nunca sentiu aquele friozinho na barriga quando estava com a pessoa amada? Ou até mesmo só de vê-lo (a)?

Distração, falta de sono, ansiedade. Depois vem a felicidade, a alegria e o prazer de estar com ele (a). Mas como toda doença (sim, eu considero o amor uma doença) depois vêm as sequelas...E essa, é a pior parte. As cicatrizes no coração, que dizem que o tempo apaga. Só quem já amou verdadeiramente e consequentemente sofreu com isso sabe que não é verdade. O tempo não apaga. Só faz aumentar a saudade dos dia felizes que passaram juntos, mas mesmo vendo que no final alguém saiu ferido, dariamos tudo para que pudessemos viver de novo...

Saber que ele está por ai, até mesmo sendo feliz com um outro alguém, machuca. Machuca muito. Dói até mais que uma facada no coração. Se bem que é isso que sinto. Uma facada. Cujo machucado não se cicatrizou nunca, muito pelo contrário, ainda está ali, intacta. E é só eu começar a me lembrar para que ele começe a latejar. Eu apenas espero que uma dia possa voltar a sentir aquilo só você conseguiu me fazer sentir.


Não quero que pensem que eu vejo o amor como uma coisa horrível. Mas agora, tudo que eu mais preciso é de alguém que possa me fazer pensar de outra maneira =/

Beijos :*

@yasmin_vizeu

OBS: infelizmente, ele não sabe que este post é para ele...

Um pouquinho sobre a minha pessoa :)




Bom, esse é o primeiro post \o/

Meu nome é Yasmin Vizeu, embora o nome do blog seja "Bom Dia Sophia", eu moro em uma cidadezinha não tão pequena assim do interior de São Paulo, completo 15 anos nesse finalzinho de 2010 \o/. Não faço nada na vida além de estudar #drama
Aqui eu vou contar sobre o meu dia ou até mesmo a minha vida, quando eu achar que haja necessidade, postar coisas que eu ache interessante e que me chamem a atenção.

O nome do blog é "Bom Dia Sophia" por que Sophia é o meu hamster (não achem infantilidade, mas ter um hamster é bastante maduro, sim!) e eu achei que, tipo, combinou e é um titulo bem criativo :)

Então, eu acho que já deu para me apresentar. Mais informações postarei ao longo do tempo *-*

Beijos e Abraços

@yasmin_vizeu

Obs: as datas de postagem serão as mesmas no três primeiros posts, por que eu estou mudando o Bom Dia Sophia do FlogVip para o Blogger *-----*