quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Estilhaços



    Ando sobrevivendo. Sobrevivendo aos dias que custam a passar, sobrevivendo aos meses que me jogam na cara quanto tempo falta ainda para um possível recomeço. Uma possível vida nova, com um possível sonho realizado e uma possível felicidade. Ando sobrevivendo às dificuldades, me rastejando enquanto o tempo passa. Vou levando enquanto der. Enquanto eu aguentar.
    Ando caminhando pelas águas frias, me arrastando pelos ventos fortes e empurrando com o corpo o peso que é suportar as situações. Ora ou outra a cabeça lateja e anuncia que os pensamentos precisam dar uma trégua à minha vaga mente. Mas ao deitar, o travesseiro se parece tão duro quanto acordar e ver que tudo ainda continua no mesmo lugar. Que as coisas continuam da mesma forma e, pior ainda, que parecem não serem capazes de mudar nunca.
    Vazio. Um vaso vazio ecoa muito mais som do que um vaso cheio.
    Muita coisa ecoa em mim. Ao passo que minha mente não sossega, as noites em claro insistem em abrir as portas para pensamentos que telintam como um talher batendo em uma taça de cristal.
    Seria as pessoas capazes de mudar? Ilusório. Ilusão. Iludida.

  Beijos e me liga para contar da sua ilusão :*

PS: Não me perguntem o que me aconteceu para que esse texto seja escrito, porque eu também estou me questionando isso. Sem motivo algum, sem noção alguma e intenção nenhuma este texto saiu... Assim do nada. E por um segundo chego a reler, pela trilhonésima vez, e notar que talvez nada aí faça sentido. Talvez seja meu inconsciente querendo dizer alguma coisa...
PS2: Comente, deixe sua marquinha aqui.

11 comentários:

  1. "Que as coisas continuam da mesma forma e, pior ainda, que parecem não serem capazes de mudar nunca."
    essa frase esta resumindo meu dia a dia

    "Talvez seja meu inconsciente querendo dizer alguma coisa..."
    com essas palavras o nosso 'inconsciente' está "pensando" do meu jeito :)

    como sempre texto Espetacular este. Parabéns pela postagem Yasmin, Abraço.

    Att,
    sawuelbruno™

    ResponderExcluir
  2. expressando meu lado psicologa vou lhe dar meu parecer, esse texto é reflexo de uma passada desilusão que acarretou talvez a escrita ao blog...
    ele só apareceu agora pois só agora que passou e você está de fora, pode perceber o quê e como as coisas aconteceram!!

    @juhhouse

    Estamos criando uma página no face se puder curtir divulgar...
    http://migre.me/60BWb
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi flor já sigo seu blog a um tempão,mas não vejo vc no meu...vc não segue de volta é isso.
    http://simonebastos2007.blogspot.com/
    vaso escolhido pelas mãos do mestre

    ResponderExcluir
  4. Tá bom, eu não vou perguntar mas desconfio que seja pq o coração falat alto...não?!rs...
    Bom te visitar!

    ResponderExcluir
  5. É coisa do lado de dentro da gente, automático, uma ligação com as mãos que escreve sem a gente entender porquê. Confesso que me identifiquei com ele, estou vivendo das esperas, dos resultados. beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Novas Edições , venha conferir :)

    http://atras-do-pensamento.blogspot.com/2011/10/edicoes-da-semana-3110-1311.html

    Obrigada, Pamela.

    ResponderExcluir
  7. Muito lindo e verdadeiro o texto, lembrei-me de uma fase bem ilusória da minha vida. Eu esperava, esperava e nada acontecia. Até que parei de esperar e vi que as coisas não sairiam mesmo do jeito que eu queria. Mas isso não foi ruim, porque coisa MUITO melhor aconteceu e me deixou MUITO mais feliz, rs *-*. É isso, flor, real ou não, do subconsciente ou meio do nada, deixa que as coisas aconteçam da forma que devem. Porque no esperar e esperar, a gente perde um tempo danado.
    Lindo, lindo, lindo esse seu texto! Como todos os que escreve!
    Obrigada pelo comentário mega lindo que deixou lá e me causou um sorriso enorme.
    Beijos, Yasmin!

    ResponderExcluir
  8. "Ando sobrevivendo. Sobrevivendo aos dias que custam a passar, "

    Eu também ando assim e não sei bem o porque disso.
    Mas penso que esperar não adianta nada, temos é que correr atrás do que a gente quer.
    Lindo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Belo texto! Encantou-me! Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Mudam. Mas nunca se sabe se pra melhor.

    ResponderExcluir
  11. Temos essa fases mesmo,me sinto muito perdida nessa espera, mas tem momentos e pessoas que as vezes me fazem esquecer completamente dessas situações...
    Não digo pra ficar parada, mas não sei se correr atras também adianta muita coisa.
    Amei o texto. O blog esta lindo.

    http://hilariaoliveira.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Não leio mentes ainda, então não vou saber o que você achou a menos que comente.