quinta-feira, 29 de julho de 2010

Fruto de uma madrugada em claro.



__Acordei do nada, com a claridade da lua que entrava por uma pequena fresta da cortina do meu quarto. Olhei para o lado, e para minha sorte, a luz batia exatamente no relógio, o que me facilitava ver a hora. Os ponteiros anunciavam que ainda eram 4:30 da manhã. Pensei em ficar ali, estirada na cama, esperando a hora passar mas me parecia um pouco assustador ter que aguardar por quase duas horas, até que o sol nascesse.
__Me sentei na cama e coloquei os pés no chão, o que fez meus olhos procurarem loucamente pelo chinelo, afinal, te garanto que a madeira do chão já esteve menos fria. Calcei meus sapatos e, na ponta dos pés para não fazer nenhum ruído, me dirigi a cozinha. Peguei um copo e o enchi até a metade, a sede me matava. Coloquei-o já vazio na pia, fazendo um barulhinho estridente do atrito do vidro com o alumínio da cuba.
__Devo ter ficado uns 5 minutos talvez, observando as árvores balançarem com o vento, do lado de fora, através da janela. Abri a porta que dava o acesso da cozinha ao terraço, saí e em seguida fechei-a, sentando nos degrais e me recostando na madeira fria da porta. Estava confortável lá, a brisa estava relativamente refrescante e dali dava para ver, entre alguns galhos e folhas das árvores, a rua de trás da minha casa.
__Alguns carros já começavam a passar, poucos. Me encolhi, deitando a cabeça em meus joelhos, pois o vento já indicava estar esfriando. Uma vez ou outra a brisa soprava mais forte, fazendo meus cabelos se entrelaçarem e mostrando que no dia seguinte teria que passar alguns bons minutos em frente ao espelho, desembarando-os.
__Olhei para o lado e vi uma janela, com a luz acesa, na casa do vizinho. Não sabia ao certo qual cômodo da casa era aquele, e muito menos quem estava lá, mas desconfio ser do filho mais velho da família Stheiner. Era um cômodo que possuia uma sacada, da qual eu tenho certeza que dava para ter total visão do meu terraço, e inclusive de quem estava nele. Como concluí isso? Simples. __Uns 5 minutos depois de eu estar observando, alguém saiu para fora, na sacada. O garoto -sim, era alguém do sexo masculino- de estatura média-alta, com um pijama azul claro, sorria para mim, ali de cima. Não retribuí de forma alguma, afinal, não fazia idéia de quem fosse. Vi que ele entrou, mas rapidamente saiu, e dessa vez com um cartaz nas mãos, que esticou em minha direção, mostrando o que estava escrito: "O que está fazendo aí?"
__Respondi com gestos, dizendo que nem eu mesma sabia o que estava fazendo ali. Ele riu. Deu uma gargalhada breve, mas que mostrava ter visto graça no que eu havia 'dito'. Dei um sorriso e ele me retribuiu com outro. Olhou para o céu, e no impulso eu também olhei. Vi que o dia já estava clareando, levantei-me, meu olhos se fixaram nele, que me acenou com a mão direita, em um gesto de tchau. Acenei e entrei.


Beijos :*


PS: Minha inspiração estava boa hoje :D

PS2: Comente, deixe sua marquinha aqui :)

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ponte aérea quatro cantos do mundo.




Passei os últimos dias passeando pelos milhares de blogs existentes por esse mundo afora. Achei uns blogs muito legais e dá até vontade pagar pau se inspirar neles. E com isso tive a não-tão-brilhante-idéia assim de fazer listinhas ao longo do tempo, como se fossem TOP 10. Pois então vamos começar hoje o/

- 4 LUGARES ONDE EU SONHO MORAR UM DIA -

1. Nova York - E.U.A

Aah Nova York! Quem não sonha morar numa cidade tão perfeita assim? Além de ficar nos E.U.A -o que já a torna extremamente atraente- ela tem de tudo lá, inclusive a lojas das marcas mais poderosas do mundo.

2. Rio de Janeiro - Brasil

Sim, até eu me surpreendi quando me deparei colocando uma cidade brasileira no segundo lugar da minha lista. Pode parecer meio estranho, mas eu literalmente não sou uma brasileira muito patriota, e diria mais: pra ser sincera, o pior país do mundo é o Brasil. Mas voltando para o Rio, até que é uma cidade relativamente considerável, tem aquela praia maravilhosa e de quebra o Cristo Redentor.

3. Londres - Inglaterra

A doce Londres é perfeita. Na minha opinião, a parte mais bonita da Inglaterra. Aqueles castelos, quando iluminados, ficam a coisa mais luxuosa que eu já vi -por foto, é claro- .

4. Paris - França

Meu maior sonho é pelo menos passar de vista por lá. Tudo lá é perfeito; as pessoas, a glamourosa Torre Eiffel, as ruas e tudo mais. É tudo tão lindo e eu ainda vou morar lá.


Beijos e me liga pra conta onde você quer morar :*

PS: Se tem um blog que eu me apaixonei da noite pro dia é o Mamãe Dizia . Jú querida, você é perfeita e adoro de paixão os seus textos :D
PS2: Comente, deixe sua marquinha aqui :)

terça-feira, 27 de julho de 2010

Do outro lado da janela.



"Através de cada janela, existem coisas que você talvez nunca tenha reparado"


Atravessei a porta da sala correndo. Minha mãe, que sabe que eu nunca sou de entrar em um recinto e não cumprimentar as pessoas -eu não sou educada, é mania- estranhou a minha atitude. Dali, ela gritou:
- Ei, aonde está a educação?!
Não respondi. Não estava em estado de responder a ninguém. Apenas fechei a porta e passei a chave na fechadura. Recostei nela e fui deslizando, até sentir o frio do piso. Fechei os meus olhos com toda a minha força, na tentativa de que quando os abrisse, nada disso estivesse acotecendo. Infelizmente isso não deu certo; quando abri, tudo estava como tinha deixado, há pouco mais de dez segundos atrás. Respirei fundo, deixando escapar um suspiro, que para qualquer pessoa podia ser interpretado como um suspiro melancólico. Decidi que não iria me levantar, ficaria ali no chão mesmo, afinal, desconfortável não estava. Da altura onde eu sentava, dava para ver o sol por trás das árvores, em tom alaranjado quase fluorescente. Se você reparasse atentamente, com os olhos fixados nele, perceberia que ele descia bem lentamente, com o passar dos segundos.
Isso me distraiu por um breve tempo, me fazendo logo voltar a realidade, ali no chão frio do quarto. As cenas insistiam em se exibir na minha mente e como se estivesse em 'repeat', se repetiam velozmente parecendo não ter fim. A frase que eu ouvi latejava na minha cabeça, como quem repete a mesma coisa mil vezes para alguém que não entendeu. Mas eu entendi. Entendi na primeira vez que ele me disse, e com todas as palavras.
"Eu não preciso de você". Garanto que é a frase que mais dói ao ser ouvida saindo da boca de um garoto do qual você depositou toda a confiança e amor que alguém poderia ter. É incrivel como a superioridade toma conta da cabeça de alguém, quando no entanto, essa pessoa é tão boa quanto todas as outras. Sentindo uma lágrima descer o meu rosto, borrando a minha maquiagem, prometi a mim mesma que aquela seria a última gota d'água que eu derramaria por alguém que não valesse a pena. Enxuguei a lágrima com a manga da blusa, sujando de preto -mesmo sabendo que a minha mãe surtaria ao ver mais uma peça de roupa minha manchada de maquiagem- respirei fundo, me levantei e ao olhar através da janela, vendo o céu que agora estava em tom azul-roxeado, conclui: Amanhã será um novo dia.

Beijos e me liga para contar do seu dia :*

PS: Comente, deixe sua marquinha aqui :)

sábado, 24 de julho de 2010

Drug


"As drogas são uma tentativa de se encontrar um pouco do paraíso"


É tão triste, vergonhoso e deprimente admitir que eu sou viciada. Se pudesse voltar atrás, faria tudo diferente e nem sequer teria experimentado.
Me lembro vagamente da primeira vez que experimentei. Foi em uma festa, na casa de uma amiga que me apresentaram à essa droga; senti o cheiro e foi como se isso tivesse me seduzido de tal forma, que fui impulsionada a seguir em frente. Naquela noite eu me diverti como nunca.
No dia seguinte, ainda estava um pouco mal, não me lembrava de muita coisa, mas senti novamente aquele cheiro, que estava inpregnado em minha roupa. Isso me fez lembrar, na hora, da sensação indescritível que tive na noite passada e, de repente, senti uma enorme vontade de me drogar de novo.
Sempre ouvi falar desse tipo de droga, mas nunca pensava que pudesse me viciar em tão pouco tempo. Pois não foi nem uma semana e já estava totalmente dependente disso, de um jeito, que trocava tudo e todos por pelo menos 5 minutos com a droga. Quando estava mais lúcida, eu me sentia a pior pessoa do mundo, por não conseguir parar com esse vício devastador.
E eu, a última pessoa que pensavam que ia ter uma dependência tão comprometedora, me via na pior situação de todas. Minhas amigas tentavam me ajudar, mas nada podia me fazer largar desse vício. E o meu fim foi cruel. Fui obrigada a me afastar disso; e ainda assim, mesmo depois de muito tempo desse acontecido, meu vício está intacto, ainda sinto aquela vontade insaciável e cada dia está sendo mais dificil para mim.
Mas a minha droga não é química, é humana. A minha droga é você.

Beijos e me liga pra contar do seu vício :*

PS: Comente, deixe a sua marquinha aqui :)

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Tempestades.


"Quando a chuva passar, quando o tempo abrir
Abra a janela e veja, eu sou o sol".



O mundo caía lá fora. Jogada no sofá próximo a janela de vidro eu via a tempestade cair; o céu em tom acinzentado, a enxurrada passando pelos meios-fios e o vento forte que mais parecia uivar do lado de fora, caracterizavam aquele entardecer. O barulho forte dos trovões e da água caindo na rua me fazia pensar. Trazia à tona justamente pensamentos que eu queria esquecer; a tempestade, além de estar lá fora, estava dentro de mim também. Parecia estar bem frio lá, mas aqui dentro estava quente, confortável. Eram muitas pessoas totalmente encharcadas, pingando água, que eu via passar pela calçada em uma velocidade relativamente alta, como se estivessem perdendo hora. Para quê correr? Por que não aproveitam e descarregam todo o estresse, o ódio, a mágoa, deixando a chuva levar embora? Talvez eles não tenham tantos sentimentos assim; talvez só eu tenha esse tipo de coisa. Por que então não vou eu lá e faço tal coisa?
Não. Era arriscado demais e provavelmente eu não teria vontade de voltar para dentro depois.
Abri uma pequena fresta na janela para que entrasse um pouco de ar que, acompanhado trouxe alguns respingos da chuva para o meu rosto. Eu gosto de chuva, e do cheiro dela também. Mas a chuva era tão intensa que tive de fechar antes que me molhasse inteira. Antes de fechar os olhos, em mais uma tentativa de esquecer do mundo, te vi do outro lado da rua. Você andava calmamente em meio a tanta água que caia do céu, mas a sua feição te entregava. Ela mostrava,
a quem quisesse ver, que você também sofria. Acho que assim como foi para mim, o nosso desfecho também te afetou; e eu que pensava que você não tinha sentimentos, que você estava bem ainda depois de tudo o que aconteceu. Você me fez discordar de mim mesma e das minhas próprias teorias. Me provou que é um ser humano assim como todos os outros e que também sente por ter acabado.
Me aproximei mais da janela, na esperança de ainda te ver dobrar a esquina, mas você já tinha ido. Recostei minha testa naquele vidro gelado, respirei fundo, embaçando o vidro e me fazendo lembrar da minha infância, quando desenhava corações nos vidros do carro que ficavam embaçados, em dias de chuva. Fechei os olhos e senti uma lágrima quente percorrer o meu rosto. Era a lágrima do arrependimento. A mesma que também continha muito amor.
Abri os olhos e vi a rua que parecia estar mais molhada do que nunca. Me joguei novamente no sofá e enfim peguei no sono.
Acordei e já estava escuro, a chuva já tinha ido embora mas a rua ainda estava molhada. E dentro de mim ainda estava tudo como era antes.

Beijo e me liga para contar da sua tempestade :*

PS: A minha internet voltou \o/
PS2: Comente, deixe a sua marquinha aqui :)
PS3: Essa semana o Bom Dia Sophia completou 1.000 visitas \o/

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Pessoas não mudam. Entenda isso.


"Eu não posso mudar você,
mas ninguém me muda também".


Dói ver alguém desperdiçar a sua vida fazendo coisas totalmente fúteis e sem valor, se relacionando com pessoas fúteis e sem valor. Mas não há que você possa fazer que será capaz de mudar uma pessoa se ela mesma não estiver disposta a ser diferente.
Você pode até achar que conseguiu mudá-la, mas em breve ela te provará o contrário; você sempre vai ver alguém se decaindo por não ter seguido o que você disse, ou simplesmente por querer se daquele jeito mesmo. Mas o pior de tudo é aquele que não te ouviu, que não muda mas que também parece não ter sentimentos.
Juras de amor eterno são as coisas mais simples de serem ditas, mas são as mais complicadas de serem cumpridas. E eu passei a entender que não se deve acreditar em todas as palavras que se ouve, por que nem sempre elas vêm coração. A maioria vêm simplesmente da boca. Mas, sinceramente, o que eu aprendi de mais valioso até agora, é saber filtrar palavras sinceras e agragá-las a você. Basta você enxergar o que os olhos dizem, por que na maioria das vezes eles expressam mais do que milhões de palavras ditas em vão.
Mas em fim, pessoas não mudam, a não ser que elas mesmas queiram.

Beijo e me liga pra contar da sua mudança :*

PS: A internet ainda não está 100% mas vamo que vamo :)
PS 2: Comente, deixe a sua marquinha aqui :)

sábado, 10 de julho de 2010

Eu sei que não te amo mais.


"Eu não quero ficar sem você, amor
Eu não quero um coração partido
Não quero respirar sem você, amor
Eu não quero ter esse papel".
(Broken Hearted Girl - Beyonce)


Eu sei que não te amo mais. Para ser sincera, acho que nunca amei. Foi tudo por impulso e não foi bem você que me conquistou; diria que o seu exterior, esse seu estereótipo de conquistador me fez cair na sua rede. Me sinto mal por ter me deixado levar por uma simples aparência, pela sua fútil conversa fiada.
Agora que o encanto já passou, agora que a venda caiu dos meus olhos, você não passa de um simples garoto que somente tem quebrado o coração de meninas inocentes, que assim como eu, foram induzidas a um mundo que na verdade nunca existiu; induzidas a uma pessoa que, na sinceridade, carrega uma máscara ocultando o seu exterior, para que nunca ninguém realmente veja o tão quanto ruim você é. Mas meu querido, a sua máscara caiu. E não há o que você diga, ou faça, que vai me fazer pensar de outra maneira. Te desejo toda a felicidade do mundo, mas desejo muito mais A MINHA FELICIDADE.

Beijos e me liga pra contar do seu coração quebrado :*

PS: A internet ainda não voltou ao normal, então caso eu suma, culpa da internet!
PS 2: Comente, deixe a sua marquinha aqui :)